Accéder directement au contenu Accéder directement à la navigation
Communication dans un congrès

As formas de expressão da impessoalidade em Português: uma proposta de descrição na perspectiva da gramática comunicativa

Résumé : RESUMO: Tendo em vista que, geralmente, as gramáticas e os livros didáticos consideram a língua como um sistema de regras de combinação de palavras para formar frases, a impessoalidade-como, aliás, os demais fatos gramaticais-recebe um tratamento por "grandes famílias de palavras" (Matte Bon, 1995, p. VII), o que provoca ao menos um problema importante: o tratamento em unidades isoladas de fatos que poderiam-e deveriam, e mereceriam-ser reunidos. Dessa opção metodológica decorre a impermeabilidade entre os diferentes pontos da descrição, cuja interrelação não se percebe. Além disso-ou justamente por isso-, o tratamento dado à impessoalidade pelos manuais didáticos concentra-se geralmente nos chamados verbos impessoais, com haver e fazer como paradigmas. Do mesmo modo, os estudos linguísticos sobre a questão muitas vezes prendem-se a um único aspecto da questão-por exemplo, entre inúmeros outros, as "orações impessoais" (Franchi, Negrão & Viotti, 1998), o "sujeito nulo" (Barbosa, Duarte & Kato, 2005; Carrilho, 2000; Gonçalves, 2002), os "sujeitos indeterminados" (Duarte, Kato & Barbosa, 2003). E, mesmo quando escolhem um ponto de vista mais abrangente (cf. Ilari, 2010), tais estudos têm geralmente pouca ou nenhuma influência sobre a produção de materiais didáticos para o ensino de Português (LM/LE). Como se sabe, as formas de expressão da impessoalidade são múltiplas e variadas, assim como múltiplos e variados são os papéis e as atitudes do locutor, elemento essencial para a definição das diferentes nuances de cada uma das construções utilizadas e dos operadores escolhidos. Neste trabalho, apresentaremos uma proposta de descrição das formas de expressão da impessoalidade em língua portuguesa, de acordo com os pressupostos teóricos da gramática comunicativa, isto é, uma proposta de descrição de fatos gramaticais em que as intenções comunicativas ocupam um lugar central, pois o que se considera importante é a capacidade do aprendiz de criar frases em lugar de simplesmente repeti-las. Assim, trataremos das construções com alguém, tu/você, a gente, todo mundo, as pessoas, a 3ª pessoa do plural, as construções infinitivas, as construções com se-além, evidemente de certos verbos (haver, fazer, ter e os verbos que indicam fenômenos meteorológicos, mas também o verbo dar), assim como examinaremos casos específicos de concordância (por exemplo, construções com o verbo ser e com a gente). Nossa descrição mostrará que, além da atitude do locutor, o registro é um fator decisivo para a decisão de não apresentar o sujeito de um verbo de maneira explícita.
Type de document :
Communication dans un congrès
Liste complète des métadonnées

Littérature citée [22 références]  Voir  Masquer  Télécharger

https://hal.univ-lille.fr/hal-01058406
Contributeur : Liliane Santos <>
Soumis le : jeudi 24 septembre 2020 - 17:00:59
Dernière modification le : lundi 28 septembre 2020 - 11:43:59

Fichier

Santos_2011Formas_expressao_ i...
Fichiers produits par l'(les) auteur(s)

Identifiants

  • HAL Id : hal-01058406, version 1

Collections

Citation

Liliane Santos. As formas de expressão da impessoalidade em Português: uma proposta de descrição na perspectiva da gramática comunicativa. III Simpósio Mundial de Estudos de Língua Portuguesa: A formação de novas gerações de falantes de português no mundo, Aug 2011, Macao, China. pp.14. ⟨hal-01058406⟩

Partager

Métriques

Consultations de la notice

183

Téléchargements de fichiers

12